segunda-feira, 25 de julho de 2011

há sonhos que inspiram

É tão bom ter-te cá, digo-lhe. É tão bom poder estar contigo, quando temos tantos quilómetros a separar-nos, sempre, e quando raramente podemos partilhar o mesmo ar. Gosto tanto que estejas a passar uns dias em minha casa, continuo. Ela abraça-me, num daqueles abraços fofinhos de quem já não se vê há meses, ainda que falemos quase diariamente e este reencontro nos dê a parecer que ainda ontem estivemos frente-a-frente.
No momento seguinte estou na rua, à porta de casa. E de repente ele surge à minha porta, como uma visão, uma ilusão? Nunca o vi mas estou a vê-lo à minha frente, é ele, não tenho dúvidas... está mesmo aqui? Carrega um olhar curioso, preocupado, sorridente ao mesmo tempo. Não precisa de dizer nada, eu sei o que ele quer. Ela está lá dentro, digo, e ele assente, com mais um enorme sorriso.
Subimos as escadas e conduzo-o até ao quarto em que ela está, a remexer carinhosamente nas minhas coisas, a ver tudo com olhos de quem conhece, apesar de só ter ouvido falar. Tenho uma surpresa para ti, digo. Ela ri-se, pára o que está a fazer e olha-me nos olhos, desperta, curiosa, incrédula ao mesmo tempo. É aí que ele entra no quarto, com o mesmo ar que carregava à porta de casa. Mas quando os seus olhos se encontram, assola-me a sensação de missão cumprida.
Ele corre a abraçá-la, ela ri de tanta incredulidade por o ver aqui, de tanta alegria por ele ter ido ter com ela tão longe, tão inesperadamente, tão ao acaso. Vejo o olhar dele, carinhoso, enquanto a abraça com força e demoradamente... os olhos brilhantes, emocionados, contentes, agradecidos. Viro-me de costas e desço as escadas com um sorriso nos lábios. Estou tão contente por ela, sinto-me tão feliz por ela estar feliz, sinto que não preciso de mais nada neste mundo.

Há sonhos que valem a pena ter. Sabes que estou mesmo feliz por ti. E que, embora a realidade nunca seja tão apelativa quanto este mundo dos sonhos, tenho fé no que o destino te reserva. Até durante o sono REM me inspiras :P

1 comentário:

Rosa Branca disse...

Oh...** Querida... tb gostava...**