segunda-feira, 25 de julho de 2011

- Ficaste logo com saudadinhas, tu...

É a despedida em si, das pessoas, do local, da vida perfeita. Tudo deixa saudades, logo no momento em que nos apercebemos do que estamos prestes a abandonar. Sentimos imediata e inadvertidamente os olhos húmidos, um aperto cá dentro, uma voz na cabeça que nos diz "tens de voltar ao mundo real, à rotina diária", enquanto o que sentimos é uma enorme vontade de ficar exactamente onde estamos, rodeados por aquelas pessoas, a respirar aquele ar puro que não encontramos noutro lugar. Não é preciso afastarmo-nos muito para sentirmos saudades, basta um virar de costas custoso, um último abraço apertado... e surge o pensamento do tempo que falta para voltarmos a sentir o conforto que o aqui e agora nos proporciona. É a vida.


2 comentários:

Rosa Branca disse...

Saudades é mesmo o nosso estado natural, :/

Pedro Coelho disse...

:') Identifico-me imenso com este texto e comovo-me com ele.

O melhor de partir é saber o tão bem que sabe o regresso, é como beber um copo de água fresca depois de muito tempo com sede e calor. E podes voltar sempre que quiseres.