domingo, 30 de janeiro de 2011

R crazy I

Cinco dias de Ritices em Lisbon <3 Esta cena da distância é sempre uma chatice, mas vai sendo compensada por estes encontros de vez em quando. E são dias de loucura em que se sofrem influências das psicologias e das inúmeras teorias parvas e curiosas :P
Começamos com patos gulbenkianos que comem a mãe-natureza numa relação incestuosa e muito estranha, e com comentários do estilo 'eu nunca sei o sexo do pato da minha mãe'... isto para quem adora arroz de pato torna a coisa um bocado weird a partir de agora. Ver as vistas e lavar os olhos também é sempre bom numa viageeeeeeem, e tens razão, aquele brilhozinho é especial é tipo uma aura engraçada, mas pá, o refinamento que exige dá um bocado de trabalho, só nos resta esperar mais um tempinho e ver o que a coisa dá LOL. Estas férias andam a fazer-te mal à cabeça, andas paradinha do cérebro, andas! (expressão mais repetida dos últimos dias).
Se esplanar na fequeche é mítico, praiar no terreiro é assim algo de ainda mais épico! principalmente com chuva :P E lembro-me do oásis no deserto - qual luz no deserto, ahah -, mas aquelas ravinas das quais atiramos pessoas que não gostamos são o melhor soporífero (vá, as nossas talks nocturnas eram mais profundas e interessantes, sobretudo a primeira, bué sentimentalona!). E por falar em coisas nocturnas, nós temos uma relação muito híbrida, com saltinhos na cama e tudo! LOL gozar com as pessoas é sempre tão nice.
Os livros ensinam-nos muita coisa, não é? Por exemplo que há Noras fixes (tipo a Jones e o Chico, ahahahah), e outras menos fixes (tipo a Roberts, que só põe beijos nos livros que é uma coisa louca, aquilo é só beijos e cenas) - mas tenho a dizer que aqueles espaços de leitura são fantásticos. As novelas também ensinam imenso, como pessoas que deviam aprender a montar com a idade (?), e relações maravilhosas entre velhas e rapazes novitos. Coisas híbridas que são o máximo x)

Sem comentários: