quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

pisces stuff

É uma coisa de peixes. Compreendemo-nos, porque sabemos como nos sentimos, percebemos que não podíamos estar de outra maneira. Quando me disseste aquilo no outro dia, sabendo exactamente o que se passava, porque passavas exactamente pelo mesmo... foi um quentinho no coração, não sei. Somos tão incompreendidos pelo mundo à nossa volta, que não compreende - nem procura compreender, grande parte das vezes - as alterações de humor, o estar em baixo, o histerismo, a sensibilidade e tudo o mais... que é bom termo-nos uns aos outros, sabes? É a nossa única salvação, às vezes. E este é um signo tão estranho, tão instável, tão característico. Nunca sabemos o que esperar dele. É imprevisível! Às vezes sabe tão bem e outras vezes só apetece ter nascido noutro mês qualquer. Enfim. No fundo somos pequenos peixinhos a viajar neste mar imenso e por vezes há tubarões, marés, corais no caminho, que nos impedem de estar sempre contentes. Mas cada novo dia é um dia para os ultrapassarmos :)

6 comentários:

Mj disse...

Continuo a achar que vocês têm a mania que são uns incompreendidos. Até podem ser, mas isso não tem exclusivamente a ver com o signo. Todas as pessoas passam por momentos desses... de mudanças repentinas de humor, o estar em baixo, o histerismo, a sensibilidade no auge... são coisas comuns aos seres humanos. A uns mais do que outros, verdade, mas, no geral, todos nós passamos por dias assim. E como tal, não são só os peixes que têm capacidade de vos compreender.

Mas enfim... Gosto do texto e gosto sempre que partilhes as tuas ideias Raquel. :)

Beijinho!

Rosa Branca disse...

venho para aqui armar-me em parva para dizer que nao acredito nada disto dos signos
LOL

Rosa Branca disse...

OH!:'(
Raquel vais conseguir'

SusanaPacheco. disse...

Não sou peixes mas olha que também tenho esses momentos de me sentir incompreendida Raquel, o que vale mesmo é que nos temos uns aos outros para compensar tudo! Acho que chega a todos, outro mês não resolvia :P
:) beijo querida*

Raquel Silva disse...

Acredito que sim, todos temos estes momentos... acho que nós apenas os sentimos mais uns nos outros, não sei bem :P

Marta Spínola disse...

Aiiii que eu subscrevo tanto!