segunda-feira, 15 de novembro de 2010

seras-tu là?

Estás aí? Ouves as minhas palavras de tristeza, de ódio, de desespero? Ou apenas finges que prestas atenção e no segundo seguinte viras a cara e continuas o teu caminho, como se nada fosse, como se não significasse nada para ti? Será que quando desligas o telefone apressadamente ou dizes que tens de ir a algum lado me estás, na verdade, a tentar ignorar, a querer com todas as forças abandonar a minha presença? Ou será tudo isto produto da minha criatividade fértil e de um cansaço acumulado ao qual não consigo fugir? Não compreendo os teus actos, os teus gestos, a tua maneira de ser, não te compreendo a ti, como parte ou como todo, como metade ou como inteiro, como copo de água meio cheio ou meio vazio. Porque estás aí sem estar, ou não estás aí e estás na mesma, mas não consigo perceber bem o que vês, sentes, pretendes, fazes ou pensas? Porque és  frio quando mais preciso de calor, porque pareces distante quando mais preciso de ti a meu lado? É algo que se torna insuportável aqui dentro, procurando constantemente respostas, numa procura que parece vã e idiota, mas que faz todo o sentido quando não se compreende nada e se quer compreender tudo. Talvez isso não seja possível, não sei. Por enquanto contentava-me saber se estás aí e me ouves, de vez em quando, que seja. Não gosto de falar para as paredes, e mesmo que gostasse, se uma parede não gostar sempre posso tentar a minha sorte com outra. Mas gostava que me ouvisses efectivamente, que não fingisses, que pudesses desvendar um pouco mais, por mais pequeno que seja, de quem és e do que podes vir a ser. Porque tu és tu e como tu não há mais ninguém... Quando pudesses partilhar algo mais, agradecia.
E é tudo.

3 comentários:

Rosa Branca disse...

Ai O toque francês, ainda por cima um Seras-tu là?!xD Isso é batotice!
De resto está um autêntico RaqueloRosês!xD
A coisa fofinha à raquel misturada às minhas perguntas malucas que passo a vida a fazer. Mais o "E é tudo" Adorei!xDxD Olha que nós as duas..han han...:P

Pedro Coelho disse...

Raquel, passei por aqui e li mais um 'texto para sonhar'. A verdade é que não deves procurar a voz de quem não se disponibiliza para ouvir a tua.

Que é que interessa quem é e o que faz se não tem sensibilidade para perceber que tu mereces mais?

:) Um beijinho minha cara directora-adjunta - don't worry, be hippie!

SusanaPacheco. disse...

Sei que não é assim tão fácil não darmos importância ao "outro" que queremos entender ainda que não consigamos mas, principalmente, quando não obtemos a resposta do outro lado...Ficamos no vazio.
É difícil tentar compreender, ainda assim, quando é alguém que nos é querido (mesmo que não o mereça)...
A vida é realmente feita de desencontros e de "outros" que passam e não param, não nos parecem escutar ou, sobretudo, querem dar essa impressão.
Mas tu mereces ser ouvida e, por isso, quem não te escuta não merece a tua compreensão :)

Gostei muito do texto Raquel, até porque já me senti assim, mais do que uma vez x) beijinho querida*