sexta-feira, 25 de junho de 2010

drive me home : )

Mais um desejo para 2010 cumprido...
Carta de condução: check! :D
Depois de um dia cansativo e recheado de aulas de condução, finalmente trouxe a cartinha para casa (salvo seja, que ficaram lá 24 euros para ela ser emitida e enviada para a minha casinha). Foi divertido, confesso. Sobretudo entrar em ruas de sentido proibido (oi?), não ver cedências de passagem e esquecer outras pequenas coisas mesmo no último percurso antes do exame. Foram cinco percursos, sempre ali a alternar entre eu e o Pedro (rapaz que foi comigo fazer exame), sempre a ajeitar bancos e espelhos, sempre a retomar o gosto à coisa e a tentar não atropelar nada nem ninguém (sim, porque podia haver animais!).
Mas no geral foi agradável. O cigano a querer vender um relógio Armani ao Tavares (instrutor super hiper mega porreiro, da beira baixa, um amor de pessoa!), o homem a cortar relva para dentro da rotunda, aquele cruzamento em que nunca víamos o sinal de cedência - exactamente porque ele não existia!), os semáforos infindáveis, o suor todo entre as costas e o banco do nosso amoroso yaris. Vou ter saudades daquele popó.
E foi um bom almoço - já se sabe que Chelas não é a coisa mais bonita de Lisboa, mas lá encontrámos uma espécie de restaurante para almoçar e acalmar os nervos antes dos exames... acho que resultou! E o Pedro lá foi carregar no computador do sorteio e calhou-nos o percurso mais fofinho de todos ahah. Tivemos uma sorte tremenda, é o que é. Ainda bem, O examinador também era simpático, apesar de mal ter aberto a boca. Depreendemos que isso era bom sinal. Ah, outra confissão: acho que os nervos eram ainda maiores quando eu ia atrás (já depois de fazer o exame, que parecia ter corrido bem) e ele à frente, naquela: "não faças isto", "faz isto", "não te esqueças disto". Durante o exame era mais olhar para o espelho e para a cara do Tavares, para ver se ele não queria dar umas dicas! LOOL.
Passámos, ambos. "Saúde e felicidades", ou algo semelhante, foram os votos do homemzinho (senhor engenheiro? o meu avô estava preocupado era com o que eu eu ia chamar ao homem... xD). Give me a hi5 :P Foi uma sensação boa, depois de tantos meses aqui a cirandar, e agora ter finalmente a confirmação de que podemos guiar os nossos pópós e seguir com as nossas vidas, agora com carrooooooo. Mas ao mesmo tempo é estranho abandonar o belo yaris e as aulas do senhor Tavares. E o centro de exames, e Chelas, que se nos tornaram tão familiares :P
Se tudo correr bem, nunca mais lá voltaremos! Isto só para dizer que o Tavares trouxe o carro para a nossa city e o Pedro parecia instrutor dele, como quem está a meio de uma aula... instrutores muito novos, é o que é! Não.. isto para dizer que, enfim, já tenho a cartinha e já posso guiar. Mãe, confiança em mim, tá? Não mato ninguém e prometo tentar não me enganar com as vias e as cedências e tudo o mais. Well.. daqui a uns dias faço uma viagemzita curta, e daqui a uns longos longos dias falo uma mais longa... See you around! :)

Sem comentários: