quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

carta ao agricultor

Querido Casim Carrapiço,

Estamos próximos do dia dos namorados e tenho uma coisa para te dizer: és todo bom!

Adoro os teus dentes amarelados, as tuas mãos cheias de calos, o teu cabelo oleoso e o risco ao lado. Quando passas por mim no teu porte atlético, com essa musculação de homem da labuta diária, não caibo em mim de exaltação! És tudo o que uma mulher pode querer.

Casim, meu anjo do mundo agrícola, peço-te e a todos os santinhos que me leves contigo para o campo! Quero sujar a roupa a ajudar-te a tratar das vacas e dos porcos; quero apanhar as couves da horta a teu lado; quero cozinhar para ti, ao fim do dia, e ver-te a comer que nem um desalmado e a sujar ainda mais essa dentadura cheia de cáries.

És o meu homem, não te posso deixar escapar... espero que gostes desta declaração de amor e me ofereças uma vida de agricultora como prenda neste dia 14. Dá-me o teu apelido! Quero ser Heloísa Carrapiço, mulher do Casim Carrapiço, o guardador de rebanhos, o agricultor, o camponês, o homem do campo, o rei do mundo rural, o modelo da horta mais próxima.

Leva-me para o campo, para a tua casa. Deixa-me viver contigo e com essas mãos rugosas para sempre, pode ser?

(ri-te Ana, vá lá :P)

Conversas de aulas de psi todas malucas.

2 comentários:

Rosa Branca disse...

Esse homem é mesmo muito sessi..:)
Mas tenho uma questão, ele saberá ler esse pedido de namoro lindo, tão bem escrito?***
Até chorei de emoção quando o li.
Tá tã laeindo!
Podem dizer muita coisa, mas que é uma grande verdade que a psicologia inspira, lá isso é!:)

Raquel Silva disse...

Ahah boa questão :P Deve ser pouco instruído, por isso não sei x)

Oh rapariga, isto é tudo uma brincadeira xD A Psi inspira para a parvoíce! pelo menos as minhas aulas maravilhosas :P

Temos de ser emotivos nestas coisas, n é?