domingo, 25 de outubro de 2009

non, je ne regrette rien

Apetece-me citar a Piaf e dizer
Non, rien de rien,
non, je ne regrette rien.

Não me arrependo de nada.


Não importa se faz sofrer, se por vezes apetece chorar, se custa superar a saudade.
É melhor do que não ter nada por que sofrer.
É melhor do que não ter arriscado e ter perdido todos os bons momentos.

Estou feliz, apesar de triste, apesar da saudade e da distância.
Estou feliz por tudo o resto.

Não me arrependo de nada.

Sem comentários: