sábado, 22 de agosto de 2009

Nostalgia

Nostalgia.

Podemos chamar-lhe saudade, aliada à tristeza de não podermos voltar atrás no tempo.

É nestas alturas que dou de mim e sinto um cheirinho à síndrome de peter pan.

Sobretudo quando passo a noite a recordar a infância, desenhos animados, personagens que me levavam para as nuvens, e outros que me ensinavam a ter os pés bem assentes no chão. Agora é ridículo… como gostava tanto daquilo, se agora me parece a coisa mais absurda à face da terra? Mas gostamos na mesma, porque na altura gostávamos…

E o recordar traz-nos nostalgia. Porque na altura éramos felizes. Éramos crianças, sem preocupações, com uma vida inteira pela frente. Éramos puros… nunca nos tinham magoado, nunca nos tinham quebrado. Éramos pequenos… nunca tínhamos visto o mundo real, nunca tínhamos sofrido.

Hoje somos “pessoas grandes”, como chamaríamos talvez na altura. Não adultos, mas jovens algo crescidos. Já demos conta da realidade longe do mundo da fantasia. E as coisas não são exactamente como nos desenhos animados. Antes fosse, pensamos.

É nestas alturas que dou de mim e sinto um cheirinho à síndrome de peter pan, como já disse. Que se lixe o futuro e as responsabilidades. Não podemos voltar atrás no tempo e viver tudo de novo? Não podemos evitar tudo o que já sofremos, voltar a não ter preocupações, voltar a ser crianças?

Nostalgia, saudade, melancolia, tristeza, chamemos-lhe o que quisermos. Porque não… não podemos voltar atrás. O tempo só anda num sentido, e é para a frente. Não pode parar nem andar para trás.

(ouvindo To Make You Feel My Love interpretado por Kris Allen, quase com lágrimas nos olhos! Nostalgia + romance são coisas que não se podem juntar…)

5 comentários:

Pedro disse...

Simplesmente verdade... Simplesmente realidade... Simplesmente... Eu...

ps: Ler este teu post a ouvir a musica "Lux Aeterna" by Clint Mansell é fantástico.
ps2: Não faz muito sentido o comentário, acho eu... Diz-me o que achas, ou se precisares de algum género de tradução ;)

Anónimo disse...

Bonito. Mas é "tristeza" .

Raquel Silva disse...

Lapso corrigido, obrigada :)

João Lopes Pinto disse...

gosto do q escreves.
revejo-me nas tuas palavras.

Anónimo disse...

Adorei o teu texo.
Como o João Lopes Pinto eu também me revejo nas tuas palavras. :/

Bjinho