domingo, 29 de março de 2009

LIGHTS OFF

Este mundo em que vivemos não nos permite ter total confiança nos outros, e muitas vezes despoja-nos da confiança que temos em nós próprios. Nada pode ficar pela primeira impressão: tudo pode não passar de um engano da alma. Este pensamento nada tem de justificável, simplesmente tinha de ser mencionado, após este fim-de-semana que mal deu para descansar. Não parei um minuto, até o Twitter teve de ficar para segundo plano… Não me senti de férias, talvez ainda seja cedo; mas gostava de descansar mais e aproveitar mais o tempo para fazer as coisas que gosto, para ser produtiva, para fazer tudo e mais alguma coisa.

Depois de um almoço com os meus avós junto à praia, num dia ventoso e desagradável, demos uma volta por Sintra e comprámos queijadas na Piriquita. Maravilhoso. Os turistas a passearem pela vila, cheia de gente, o Lawrence e tudo o resto no mesmo sítio do costume. Lindo. E a noite, apesar de ter sido só eu e a minha mãe em casa, foi igualmente agradável. EarthHour, ou seja, apagão em nome do planeta Terra. Mais do que um gesto activo, foi simbólico, e serviu para sensibilizar as pessoas quanto ao ambiente. Ou seja, das oito e meia às nove e meia da noite, tudo o que era electricidade foi desligado, nada de luzes ou máquinas de café. Só duas excepções: o frigorífico, claro; e uma televisão, para ver o jogo de Portugal. E soube bem jantar a ver o jogo à luz de velas, apesar do empate insuficiente no jogo, porque foi um grande jogo da parte da equipa portuguesa, e a falta de iluminação trouxe-lhe uma nova magia.

A Ana fez anos, domingo. Como afinal ainda não foi para a terrinha, convidou-me para passa o dia com ela e os pais. Andámos por Sesimbra, junto à praia, e estivemos em casa dos avós dela. A avó dela é uma fixe, simpática e muito jovial. Muito semelhante à Ana. Foi engraçado, gostei de passar o dia fora. Cansei-me um pouco, e quando cheguei a casa só me apetecia ver televisão e espreitar o que o pessoal andou a fazer durante o dia, no Twitter. Fi-lo, obviamente. Mas estava tão cansada que não aguentei muito tempo.

1 comentário:

Isa Meireles disse...

gostei do teu blog, está fantástico :)